7 de mar de 2012

Aquele do metrô lotado

Olha, vou falar que uma coisa complicada do sistema de transporte público do Rio de Janeiro é o metrô lotado de manhã. É aquela horinha mágica da galere trabalhadora se dirigindo aos seus respectivos empregos, tudo de uma vez só. Eu honestamente não sei como tem gente que consegue suportar essa situação diariamente. Sinceramente prefiro ir a faculdade de ônibus. Não tem ar-condicionado, demora o triplo do tempo pra chegar, mas pelo menos eu vou sentado escutando minha música e não sou perturbado por ninguém.

Ultimamente eu acabei tendo que usar o metrô de manhã, por falta de opção. Não vou reclamar por conseguir mais uma horinhas de sono, conseguir acordar bem mais tarde, blábláblá. Mas continuo achando o ó aquela esfregação com gente desconhecida.

Mas as vezes eu me divirto.

"Ai, estão me empurrando!", insistia uma mulher. "Tá muito apertado aqui! Não aguento mais! Vou sair. Vou pegar o próximo!"

O metrô parou e a mulher saiu.
Um espaço enorme apareceu do nada no meio do carro e uma senhora ao meu lado se manifestou:

"Mas também, gente, vocês viram o tamanho da bunda dela? Tava ocupando todo esse espaço!"

Confesso que não reparei na bunda da mulher.
Mas ri horrores.

Um comentário:

  1. Sempre quis andar de metrô, é tipo, um sonho de infância de uma criança que nasceu em um buraco de cidade (meu sonho).
    Bundas que ocupam espaço incomodam... Tem uma senhora que pega ônibus comigo, parece que ela faz questão de ficar de pé quando eu estou sentado, só pra se virar pro lado e a bunda dela ficar a centímetros da minha cara... Imagina uma pessoa tensa, em estado de vigília extremo '-'
    O pior é quando vc está de pé e tem um pessoal do fundo que quer descer, eles se espremem fazem parecer que a sua bunda é a grande culpada pelo tumulto O_o

    ResponderExcluir