9 de jul de 2011

Aquele do trem

Trem é uma coisa triste. O meio de transporte carioca em si é uma coisa muito triste. Mas o trem quebra recordes.

O que eu mais odeio no trem são as pessoas se matando pra pegar lugar. Parece um bando de animais se estapeando por uma coisa tão banal quanto um banco pra sentar. Eu particularmente não acho que há necessidade dessas medidas extremas, não. Até porque quando isso acontece, eu prefiro esperar toda a gentalha entrar, se estapear, se bater, se matar etc. Daí sim eu entro no vagão para encontrar algum canto para ficar. Porque veja bem, eu prefiro manter distância dessa gente desesperada, suada, que acabou de sair do trabalho, sem tomar banho há horas, fedendo a cecê a me meter com elas. E eu sou alérgico a cecê.

O pior é quando não te deixam sair do vagão quando você precisa. Outro dia eu tive que dar um empurrão numa senhora ENORME com toda a minha força para sair daquele inferno. Veio a multidão de fora querendo entrar, a multidão de dentro querendo sair. E a maldita senhora na minha frente tentando entrar no vagão como se sua vida dependesse daquilo. E não é que a filha da puta não deixava eu sair? Cadê aquela lei social dos vagões em que você ESPERA as pessoas saírem para você entrar em seguida? Fui praticamente obrigado a partir pra baixaria. Dei na gorda e a tirei do meu caminho.

Mas a criatividade companhia de trem ainda consegue nos surpreender mais do que os perrengues que passamos com as outras pessoas que pegam os trem com a gente. Uma coisa da Supervia que eu acho muito interessante é a propaganda contra os empata-portas. Pra quem não sabe, os empata-portas são aquelas pessoas super legais que acham engraçado colocar o corpo entre as portas do trem para que o carro não saia da estação. O slogan da propaganda é o seguinte:

"Não aceite o empata-porta,
ele não é um de nós."


E não é que eles REALMENTE colocaram uma espécie de ET como empata-portas na propaganda? Olha a cabecinha dele com a anteninha em forma de duchinha. Criatividade pura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário