29 de dez de 2013

Aquele em que eu não bebo

Eu não tenho o costume de beber por três simples motivos:

Um. Sou pão-duro econômico demais para ficar gastando rios de dinheiro com drinks, já que eu não suporto gosto de cerveja, que aliás também não anda lá muito barata, não.

Dois. Eu não tenho o costume de ir a esses lugares onde a gente normalmente bebe, ou que é de praxe beber, como bares, e também não sou de beber em casa. Eu sou muito cafona, então quando saio pra jantar ou algo parecido eu fico só no suco, chá gelado, água, essas coisas.

O terceiro motivo é que quando eu FINALMENTE decido quebrar a rotina e sair pra beber, eu acabo não bebendo muito porque logo chega a hora de todo mundo concordar que eu deveria parar.

Ontem eu e meu namorado decidimos de última hora sair pra dançar na Lapa. No meio da festa um dos responsáveis virou pro meu namorado e perguntou:

"Que diabos foi que você deu pra esse garoto? Não pode droga aqui, não."

Nessa hora eu já estava do lado de fora sentadinho na calçada esperando ele pagar a conta.

"Na verdade ele só bebeu duas caipirinhas e tá aí desse jeito," ele respondeu. "É, ele não costuma beber."

Eu to nesse nível. Bebo uma caipirinha e começam a achar que eu estou sob efeito de drogas pesadas. Essa é minha vida, esse é meu time.

Nenhum comentário:

Postar um comentário